Opinião

POR

2023-03-19T07:00:00.0000000Z

2023-03-19T07:00:00.0000000Z

Cofina

http://quiosque.cofina.pt/article/283390541099579

Publicidade publicidade

“Desigualdade e injustiça, é esta a marca da atual situação. Os grupos económicos, os que ganham com a guerra e as sanções, com mais de 11 milhões de euros de lucros por dia, enquanto os preços disparam, o custo de vida aumenta, salários e pensões cada vez mais curtos, dois milhões de pessoas, das quais 385 mil crianças, vivem na pobreza, um milhão de famílias enfrentam o drama do aumento das prestações da casa, amplas camadas e setores são empurrados para o empobrecimento. A tudo isto o Governo do PS, colado que está às opções de PSD, CDS, Chega e IL, não dá resposta. Mas também há sinais de esperança. Aumenta a contestação do rumo em curso, alarga-se a exigência de resposta aos problemas e da necessidade de uma alternativa que imponha aumentos de salários e pensões , que fixe os preços dos bens essenciais, que ponha os lucros da banca a pagar o aumento dos juros da habitação, que invista no Serviço Nacional de Saúde, a alternativa que se coloca ao serviço dos trabalhadores, do povo e do País e não dos grupos económicos.”

pt-pt