Centros de saúde sem médicos suficientes

Governo quer aliviar afluência aos hospitais com envio de doentes para centros locais Unidades de Saúde Familiar sem capacidade de resposta

JOÃO SARAMAGO

2022-11-25T08:00:00.0000000Z

2022-11-25T08:00:00.0000000Z

Cofina

http://quiosque.cofina.pt/article/282192244994600

SOCIEDADE SOCIEDADE

Os Centros de Saúde não têm capacidade de resposta ao reencaminhamento dos doentes das Urgências. “Faltam médicos, é necessária simplificação administrativa e um reforço das Unidade de Saúde Familiar”, disse ao CM o presidente da Associação Nacional de Unidade de Saúde Familiar, André Biscaia. As limitações apontadas ocorrem no mesmo dia em que o tempo de espera para urgentes com pulseira amarela em Vila Franca de Xira foi de quatro horas e no Santa Maria (Lisboa) de três horas, sendo que o tempo máximo recomendado é de uma hora. No Hospital de Torres Vedras, para além do número acrescido de utentes, os bombeiros são obrigados a deslocar os doentes em macas sem existir qualquer proteção para a chuva, devido às obras que decorrem nas Urgências. A situação caótica que é observada Doentes Unidade

pt-pt